terça-feira, 10 de julho de 2012

36ª Mensagem - Santo Guerreiro

36ª Mensagem Psicografada
11 DEZ 2011
10hs7min P.M.

Santo Guerreiro

Muita escuridão. Não enxergo nada. As luzes foram apagadas. Só restou eu, eu e o meu cavalo. Aqui é uma arena, onde muitos homens perderam suas vidas, muitas mulheres choraram suas ausências. Alguns os leões comeram, serviram de comida.
O rei e a rainha mandavam e todos obedeciam.
A rainha era muito jovem, linda, tinha sempre um sorriso nos lábios. Seu marido, o rei, era um homem cauteloso, sério, sabia que aquilo não estava certo. Só fazia por causa do costume. Queria, mas não tinha força para lutar.
Foi então que aquele homem chegou.
Não queria mais guerra, não queria mais morte. Permitia somente a defesa. Não queria roubos, vida injusta, nada que pudesse prejudicar aquele povo. Só queria a justiça e assim pregou...
Justiça, justiça, justiça...

Aquele era São Jorge, o Guerreiro. O que veio ao mundo para vencer todas as batalhas, vencer a última batalha e mostrar ao povo que não precisa brigar para ser feliz. Basta tomar conta do que é seu, sem olhar aquilo que pertence ao outro. Cada qual com a parte que lhe pertence.
Um dia a balança ficará igual para ambos os lados.
Por enquanto...
...Justiça, justiça, justiça

São Jorge Guerreiro e sua história

Filha de Oxóssi
Filha de Ogum