domingo, 23 de setembro de 2012

123ª Mensagem - Um jovem e seu cavalo...

123ª Mensagem Psicografada
22 SET 2012
8hs7min P.M.


Um jovem e seu cavalo...

"Para cada atividade que aquele jovem tivesse que exercer...sempre...ao seu lado...estava seu cavalo...
O amigo cavalo o levava para o seu trabalho, o trazia de volta; o conduzia às compras, carregando tudo o que fosse necessário; ia com o jovem às corridas, lá dando tudo de si para que seu dono vencesse sempre e ainda o levava à cavalgar, em suas horas de laser...
Certo dia o cavalo... 


...adoeceu...não podia mais conduzir seu dono em todos os compromissos... o jovem, levando o animal para avaliação de um veterinário ouviu do mesmo que aquele "animal" já não podia sobreviver, devendo ser encaminhado ao sacrifício.
Que susto levou o jovem proprietário do animal...um cavalo tão lindo, tão hábil, tão cheio de medalhas...como levá-lo ao sacrifício?
Pensou...pensou...pensou e lembrou-se das conversas instrutivas e amigáveis que sempre tinha com os pais que invariavelmente repetiam os mesmos dizeres: filho, cuide para que a sua velhice seja cercada de amigos, amigos verdadeiros, que saberão lhe estender às mãos quando assim for necessário...lembre-se sempre: falamos aos outros aquilo que desejamos que seja feito por nós...
E foi assim, em meio às lembranças dos pais e o saber que aquele "animal" ali presente sempre havia lhe feito tudo quanto foi necessitado, que o jovem decidiu não sacrificá-lo...ao contrário, decidiu que por todos os dias que se seguissem o jovem, ao lado do cavalo, estaria lhe oferecendo ração, água, medicamentos, sombra e abrigo, tudo o que ele necessitasse.
Aos olhos de muitos humanos está história nada tem de comovente ou instrutiva, mas aos olhos de Deus Nosso Pai, esse relacionamento recíproco de amor e respeito, cumplicidade e ajuda, fortalece muitíssimo os laços de união existente entre ambos.
Fortalece de tal forma que a evolução se acentua grandemente.
É quando ocorre, naturalmente, este tipo de desprendimento material que o Ser Vivo ascende transmutando de um plano para outro, ou seja, do mundo animal para o mundo hominal e do mundo hominal para o mundo espiritual...
São ações como essa que valorizam a vida, em seus mais ínfimos detalhes e que engrandecem os seres."
Rodolfo Rubert