quarta-feira, 5 de junho de 2013

063ª Mensagem - Um lápis...o lápis...

063ª Mensagem Psicografada
5 JUN 2013
5hs30min A.M.

Um lápis...o lápis...

"Observemos um lápis...sim, um simples lápis de escrever...
O lápis, ao nascer para a sua utilização na vida hominal, ele é um objeto aparentemente completo...formado...pronto para a sua vivência, assim como são os bebês ao nascerem...
Com o passar do tempo, já desenvolvendo a função para que veio ao mundo, ou seja, já servindo à escrita, o seu grafite vai se gastando e com isso se fazendo a necessidade de se apontar (são as diversidades e lições da sua existência). Aponta-se...nova ponta mais firme se apresenta e assim continua sua "vidinha" - entre escritas, percas das suas pontas, momentos em que ele esta se desfazendo ou se desvencilhando daquilo que já não esta lhe permitindo uma boa vivência e a criação de uma nova ponta, marcando o início de mais uma etapa a ser vencida.
E assim o lápis vai...
Chega um momento em que não mais é possível apontar. Para esta vivência já não há mais grafite disponível - é preciso retornar ao seu mundo de origem para se fazer compreender dos seus erros e acertos no tocante a utilização do seu grafite.
Fundamento da história: os homens são como o lápis...ao nascerem recebem toda uma completa estrutura que lhe permite a execução de sua missão...com o passar das provas, estruturas vão retornando à sua origem, até que chega o momento de retornar... é aí que o homem saberá se escreveu certo ou errado no livro de sua vida - então, jamais deveremos esquecer:
- não interessa a cor do lápis... se a sua escrita é bela ou não...importa o seu conteúdo...
Pensemos nisso..."
São Francisco de Assis