segunda-feira, 9 de maio de 2016

Dia das Mães...

Dia das Mães...
09 MAI 2016
6hs A.M.

Pensando sobre minhas verdades...
Pensando porque antes ou durante as comemorações do Dia das Mães eu procurava em meu coração maneiras de exprimir meus sentimentos e nada encontrava...
Pensando no amor que sinto por minha mãe...
Pensando no amor que percebo meus filhos sentirem por mim...
Procurei...procurei...nada encontrei...
O dia passou...a noite chegou, e eu aqui...cuidadora da minha mãe...mãe dos meus filhos...observando e refletindo...como? Por que? De que jeito?
Em noite como essa, em que a escuridão parece oprimir, quando as emoções criam um sentimento de ansiedade, ou de medo extremo (minha mãe muito agitada, nervosa e “estranha – com o semblante carregado, alternando momentos de choro triste com outros de agressão) percebo o quanto minha mente pode facilmente sucumbir à pressão de estar cuidadora de uma mãe que sempre foi presente, ativa, dinâmica, amorosa...percebo a intensidade das minhas emoções, que estão sendo disfarçadas ou afetadas pelas energias que tentam me afastar do ser humano de luz que minha mãe me ensinou a ser...penso no quanto a maternidade acrescentou em minha personalidade a capacidade de gerar luz, agregar amor, somar forças...
Por um lado, as energias negativas tentando me afastar da verdade e da esperança, por outro ângulo as verdades fundamentais do meu coração se fazendo alcançar e me permitindo agarrar a elas como se eu estivesse me agarrando a um colete salva-vidas, ou a um bote salva-vidas em um mar tempestuoso.
Compreendo que as energias da oposição não podem afetar as verdades mais profundas do meu ser....lembro um dos ensinamentos deixados por minha mãe na educação de seus filhos: somos todos filhos criados por Deus e, portanto, temos dentro de nós, impresso em nossa alma, a Energia Divina...
A força, a coragem, a esperança, a fé que tanto busco...as palavras que aqui gostaria de deixar registradas nessa data, não precisam ser buscadas na minha mente. Elas podem ser buscadas nos valores e nas crenças centradas no meu coração, que se mantém sobre a vida que vivo.
Energias circundantes das trevas ou da opressão não podem afetar o amor, quando se está apegado desta forma sem palavras, com confiança, com firmeza.
O Amor é a única e mais importante plataforma em que se ocupa uma posição contra qualquer e todas as formas de dúvida, de opressão, ou de medo, que provoca uma perda da esperança ou da perspectiva de qualquer tipo.
O Amor, e o que se ama mais profundamente – minha Mãe e meus Filhos – criam uma via aberta, ao longo da qual a luz da alma pode viajar e torna possível um ressurgimento dos abismos da escuridão em direção a um Espaço de maior Paz e Esperança.
E o Amor não precisa ser para uma pessoa, ou um lugar, ou uma coisa.
Esse amor pode existir sem palavras, como uma atitude em relação a tudo, em relação à vida, à Deus, a si mesmo, ao desejo de respirar, ao desejo de levar às outras pessoas uma palavra de conforto, fé e esperança.
O Amor é fundamental a toda a vida.
É construído na estrutura da própria vida e assim quando é procurado e agarrado, pode ser um antídoto eficaz contra todas as formas de opressão.
Compreendi que a verdade fundamental do Amor e o que se ama, devem ser agarrados com tenacidade, determinação e força.
Todas as energias que buscam desmantelar o Amor procuram também afastar o ser humano da percepção correta de quem somos e do que trata a vida realmente. É por isso que nos momentos de escuridão os pensamentos frequentemente não são válidos. Muitas vezes eles não estão baseados na verdade, mas no medo que deixamos nossa mente criar. Verdades fundamentais não participam do medo. Elas existem na luz da alma e é por isso que criam uma imunidade às formas de opressão que separam o ser humano da luz e de Deus.
Agora sim eu encontrei as palavras que quero deixar registrada nessa data tão importante:
- Devemos sempre nos apegarmos à verdade fundamental que vive em nosso coração...
- Devemos nos apegar a essa verdade em todos os momentos, especialmente naqueles momentos em que a dúvida e o medo assaltam nossa consciência...
- Devemos nos agarrar a ela com mais tenacidade e deixa-la nos abraçar, como uma jangada resistente pode manter um corpo flutuando...
Verdades fundamentais (temos dentro de nós, impresso em nossa alma, a Energia Divina) são como uma balsa em um mar tempestuoso de emoções, e o seu acesso está tão disponível quanto a respiração, pois elas são inatas a cada alma e elas vivem dentro da própria alma...
Inspire tais verdades...
Viva através delas...
Mantenha-as próximas ao seu coração...
Sinta a luz que elas carregam...
Estas verdades são os meios mais eficazes para dissipar as trevas e permanecer na luz e elas estão na posse de cada filho de Deus que as busca.
Que Deus abençoa a nossa busca por essa verdade dentro de nós mesmos...
Que Deus abençoe minha mãe por ter me ensinado que Sou Filha de Deus...que tenho dentro de mim a Energia Divina e, que sempre, apenas me baste, esse saber e esse sentir...
Que Deus abençoe meus filhos por me permitirem vivenciar Amor tão Profundo...
Que o Dia das Mães possa ser sempre comemorado, sentido e versado como o Dia do Amor...