domingo, 13 de maio de 2018

Amor Maternal


💖🌹💖Ao Amor Maternal!!!💝🌺💖


💖🌹💖Já faz algumas horas que eu estou sentada aqui querendo muito escrever alguma coisa sobre esse dia tão especial:

💖🌹💖O dia dedicado a entrega de amor e reconhecimento a todas as mães.

💖🌹💖Estranho que eu não consigo escrever...meu coração parece ter se fechado a esse tema...minhas palavras sumiram de minha mente...eu penso, penso e penso e nada...me levanto, faço algumas coisas, volto a sentar e nada...

💖🌹💖Decidi então escrever sobre o que, nesse momento, não estou conseguindo formular...

💖🌹💖Acabo de ganhar do meu filho Gustavo dois livros, um deles chama-se “Maria de Nazaré” ...ainda não li sequer uma palavra desse livro, mas desde o momento em que o recebi em minhas mãos, automaticamente me coloquei a refletir sobre o que significa verdadeiramente ser Mãe.

💖🌹💖Complicado isso...difícil saber qual o método de educação mais assertivo...difícil aplicar a dosagem de carinho mais adequada ao crescimento e evolução emocional de uma criança...difícil a percepção tênue entre o dizer sim ou dizer não...

💖🌹💖Uma mesma mãe – vários filhos...

💖🌹💖Comportamento diferenciados – posturas diante da vida muitas vezes contrapostas...

💖🌹💖Afinidade natural...entendimento absoluto – filosofias e atitudes radicalmente opostas...

💖🌹💖O que se faz com um, nem de longe se pode praticar com o outro...

💖🌹💖Como saber o momento certo do desligamento do cordão umbilical, se é que isso verdadeiramente acontece – quase sempre tenho a impressão de que isso nunca se passa, fica apenas encoberto por uma aparente liberdade.

💖🌹💖Gerar um ser dentro de você, sem sequer ter uma pista de qual a essência maior desse Presente Divino e já perceber o Amor nos envolvendo por completo é belíssimo...

💖🌹💖Ser o (a) eterno (a) filho (a) é a certeza absoluta da Providência Divina em nossas vidas...

💖🌹💖Tanto faz você como filho (a) ou como mãe, essa é a Maior de Todas as Graças Divinas...

💖🌹💖A beleza está no fato de que tanto faz você estar na posição de filho (a) como você estar na posição de mãe, essa é a Maior Perfeição do Mestre Criador.

💖🌹💖*Nesse dia eu desejo, do fundo do meu coração, que todas as pessoas, Mães...Pais/Mães...Filho/Mãe-Pai...desejo que todos, sem nenhuma exceção tenham em si o entendimento e a sensação da Grandeza desse sentimento...*

💖🌹💖*Que o Amor da Mãe Santíssima Maria de Nazaré nos envolva a todos, tocando e consolando todos os corações aflitos... envolvendo-nos com Seu Manto Sagrado e Sua Doçura Misericordiosa...*

💖🌹💖*Que recaia sobre todos nós os Seus Bálsamos Sagrados e Seus Fluídos Benéficos...*

💖🌹💖*E que Ela...a Mãe Amada da Humanidade...assim como nossas Mãezinhas Lindas e Queridas recebam o nosso Amor e como pétalas de rosas perfumadas seus caminhos sejam cobertos de luz e perfume...*

💖🌹💖*Feliz Dia do Amor Maternal!!!*💖🌹💖

sábado, 12 de maio de 2018

Emoções!!!


De coração para coração!!!



Recentemente, conversando com um amigo muito querido, Nestor Luiz Konzen, ele fez algumas referências a Maria de Nazaré.
Impressionada que fiquei com a beleza das palavras desse amigo, estendemos nosso diálogo, e ele mais uma vez, inspirado que é por Seres de Alta Elevação, acabou por falar também da linda missão de Clara de Assis, enquanto Guardiã de Francisco de Assis.
O que esse meu amigo não sabia, eu nunca havia comentado com ele, é que os meus Mentores Pessoais, que me iniciaram em minha busca de abertura e ascensão emocional e consciencial, são exatamente São Francisco de Assis e Santa Clara de Assis.
E a “coincidência”, que eu prefiro chamar de Providência Divina, é que essa conversa tão rápida e ao mesmo tempo de tanta profundidade no quesito de ofertar uma palavra de carinho, amizade e esperança, aconteceu no exato momento em que me eram necessárias palavras que elevassem minha estima, naquela hora tão sensível...
Acabei ganhando, ontem, de meu filho Gustavo Cassalho, os dois livros que serviram de referência ao diálogo, e amanhã, é o dia em que a sociedade definiu como o dia de louvarmos nossas mães.
Esse é o segundo ano que a minha mãe, Sra. Malvina, já não está fisicamente entre nós e é muito engraçado como eu a sinto presente ininterruptamente em meus dias...ouço suas palavras sempre tão carinhosas e motivadoras...sinto seu carinho em meu rosto como sempre ela fazia...percebo suas manobras conduzindo meus dias por caminhos mais protegidos e iluminados e sei que isso também acontece com os meus filhos...sempre eu os ouço fazendo uma ou outra referência e quando questiono eles respondem: há, eu estava falando com a vó ou a vó estava ali, você não a viu?
Um dia, enquanto viva, ela me disse que sempre estaria ao meu lado e naquele instante eu não tive a percepção exata do que ela estava querendo me mostrar...hoje eu entendo isso...hoje ela me mostra na prática...sinto seu amor forte, me abraçando...ofertando a todos aqui de casa a sua dedicação incondicional.
Por isso senti vontade de escrever esse texto...minhas palavras querem traduzir a certeza absoluta da Intervenção Divina em nossas vidas...
Deus em Sua Sabedoria e Misericórdia tudo sabe, e nada além de um simples voto de Confiança é o que Ele nos pede: que Confiemos Nele!
Bastaria olharmos para nós mesmos, percebendo a grandeza de nossa forma e essência e já teríamos a certeza de que Esse Mestre Criador sabe o que está criando e nos entregando tão amorosamente...
Bastaria o observar afetuosamente uma mulher gerando uma criança...
Bastaria perceber a beleza de tudo o que está ao nosso redor: nossas flores, nossas vegetações, nossos minerais, nossos animais, a própria tecnologia que chega nos facilitando a vivência diária e tantas outras coisas...
É como se ouvíssemos, em todos os momentos:
- Vamos, vamos seguir. Jesus segue à nossa frente!
Então vou compartilhar com vocês uma canção que Francisco de Assis recitou como poesia, em um momento de emoção, desejando a todos que seus corações se preencham da Confiança Plena e Absoluta na Providência Divina em nossas vidas.

“Vendo a obra, vejo Deus; sentindo Deus, sou Amor.
Oh!... quantas coisas se escondem de mim, de vós, de todos, filhas do Criador.
Sinto-me nada, ante a grandeza do universo;                   
Sinto-me verme, pelas belezas que desconhece o meu coração.
Deus tem filhos no mar, nas estrelas, no ar;
Deus tem filhos nas árvores e na terra.
Deus tem filhos até nas guerras.
Que beleza a função da natureza!...
Vejo a luz surgir no escuro,
Vejo a vida perfeita nos monturos;
Vejo o céu nas águas do mar,
Vejo e sinto o Amor no amar.
Quando descanso, a natureza trabalha;
Quando durmo, a natureza trabalha;
Quando trabalho, a natureza trabalha;
Quem eu sou?... Nada, diante desta batalha.
Deus é Deus dos justos. Deus é Deus dos párias,
Deus é Deus dos que viajam. Deus é Deus dos que ficam em casa!...
Deus é Deus das sombras, Deus é Deus da luz,
Deus é Deus das trevas, Deus é Deus de Jesus!...
Quando estou cansado, Deus está ocupado;
Quando estou reclamando, Deus está obrando,
Quando blasfemo, Deus está entendendo;
Quando tenho ódio, Deus está amando.
Quando estou triste, Deus está sorrindo.
Deus é Sabedoria e eu estou sonhando!...
Que beleza a natureza!...
Que beleza a profundeza da existência, e do existir,
Eu não compreendo, mas luto para me corrigir;
Porém, em frações de tempo, logo quero ajuntar e Deus repartir.
Quero colher, quero usurar; e Deus passa por mim a semear!...
Luto de novo, mas ainda não sei utar;
Penso na disciplina, mas não me deixo disciplinar.
Avanço...caio! Torno a avançar.
E Deus me ouve, passa novamente por mim,
Olha para meus olhos, sente meu coração.
E fala baixinho em meu ouvido: Vem, vou te ensinar a amar.
Deus se retira!... Sinto sua ausência!... Peço clemência!
Mesmo assim Deus não Se esquece de mim.
Manda um Anjo em meu encalço, num carro fulgurante de luz.
E de braços abertos, caio por terra;
Pensei que era o Cristo de Deus, que era Jesus!
E o cortejo dos céus entra em mim, em cântico de louvor.
Abre o meu coração, deixando dentro dele um tesouro de luz!...
O tesouro da dor.”
Francisco de Assis

Por Diva Barbosa
Consultora de Organização
Terapeuta Sistêmica
12 MAI 18 – 9hs27min

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Medo, dor, sofrimento ou Amor?


Hoje o dia amanheceu triste... ou foi eu quem acordou triste?


Fui eu quem dormiu e acordou triste...
Os pássaros lá foram continuam cantando...
Os gatinhos pulando e brincando à minha volta...
Tudo está no lugar... as mesmas pessoas, as mesmas coisas...tudo acontecendo no horário em que sempre acontecem...
Eu estou diferente...eu olho para o mundo a minha volta e vejo coisas que me entristecem...
Eu olho para as pessoas e vejo seres lindos, perfeitos e iluminados...
Observo alguns comportamentos e meu coração se enche de uma tristeza imensa...difícil acreditar que sendo criações tão magníficas como somos, que estamos ainda agindo de maneira tão incoerente e impensada...
Quanto desperdício de tudo, existe nesse mundo em que vivo...desperdício de alimentos, de objetos mal utilizados, desperdício de dinheiro...desperdício de tempo, esse eu acho que é o problema maior.
Parece que estou em um mundo a parte de tudo o que está a minha volta...
Estou rodeada por pessoas e coisas e meu coração parece não falar a mesma linguagem...
Sinto medo...medo de outras pessoas, medo do que elas podem fazer, medo do que elas podem ser em seus momentos de desequilíbrio emocional...
E eu sei, já aprendi, que o medo é algo que nos limita...prende as nossas forças de reação...nos impede de avançar...
E ainda assim as vezes eu sinto medo!
Sinto dor também...olho e não consigo expressar o que o meu coração está sentindo...meus lábios se travam, meus olhos perdem o brilho, eu apenas não consigo reagir...
Estou escrevendo essas palavras e minha mente atenta fica o tempo todo me dizendo que não devo fazer isso...que não é inteligente falarmos de nossas tristezas...que ao fazermos isso estamos projetando ao universo as nossas dores e a multiplicando...
Mas o meu coração me diz que não...ele me diz que ao escrever o que não me faz bem eu automaticamente me purifico dessas emoções e deixo em meu coração um espaço livre para que novas sensações se aproximem...
E lá vem elas...
Mal terminei de escrever e olho à minha frente, observando meu filho caçula que dorme sereno...
Meus lábios sorriem naturalmente...eu me lembrei de uma coisa que aconteceu ontem um pouco antes de irmos dormir:
- Ele abriu seu celular e olhando carinhosamente para a imagem que via em seu plano de fundo ele me mostrou:
. olha mãe, a Gi quando fica brava, ela faz essa cara aqui, e me mostrou a foto da namorada, sorrindo apaixonado...
. e por fim ele completou: eu coloquei a foto dela brava aqui para ela ver como ela fica quando briga comigo – assim ela não vai mais brigar
.  e terminou dizendo: minha porpetinha é linda né?
Eis o amor...muito mais forte do que a dor...
Esse é o amor simples e verdadeiro que torna o mundo diferente...
A foto mostra um momento de braveza da namorada, mas o sentimento se reconhece na sua grandeza, compreende aquele tempo, e trazem à tona o carinho, o cuidado, a admiração, a afinidade, a sintonia e a beleza presentes...
E assim é que é... o amor fazendo toda a diferença...
O amor nos sustentando nesses momentos de medo ou dor...
O amor nos ofertando motivos para continuar...
O amor nos acordando capacitados a enxergar o mundo como de fato é em sua origem: perfeito...exuberante...magnífico em sua complexidade...
O amor nos cuidando e nos direcionando para tempos sem medo e sem dor...
Onde viveremos o amor apenas pelo amor...

Por Diva Barbosa
Consultora LifeStyle e Mentora Espiritual